O que é atividade aeróbica? Como o nosso corpo produz energia

Bom, como prometido, nesse texto daremos sequência ao primeiro texto da série “O que é atividade aeróbica?”. Para entender melhor essa continuação, recomendamos fortemente que você tenha lido a parte 1 na postagem anterior “A batalha do nosso corpo durante o exercício físico”.

Então, como íamos dizendo, a “batalha” dos nossos corpos para tentar manter estáveis os níveis de ATP no músculo podem ocorrer de 3 formas diferentes, sendo que uma das principais diferenças entre elas, é a utilização do oxigênio durante o processo.

A via metabólica que utiliza oxigênio para produzir ATP é chamada de Via Aeróbica, enquanto, as outras duas vias que não necessitam do oxigênio para ressintetizar ATP chamam-se Vias Anaeróbicas. Outra importante diferença entre essas vias é em relação a velocidade e a quantidade de ATP ressintetizados.

As vias anaeróbias são muito mais rápidas (por possuírem menos reações metabólicas em seu processo) – ressintetizam ATP muito mais rápido – mas, em contrapartida, a quantidade de ATPs regenerados é bem menor. Já o metabolismo aeróbico é muito mais complexo e envolve uma série de processos e reações que tornam a ressíntese de ATP mais lenta, porém a quantidade de ATP gerados é muito maior.

Com isso em mente, fica fácil de entender que em atividades de alta intensidade e curta duração, que envolvam altas velocidades ou altíssimos níveis de produção de força, temos uma maior necessidade de ressintetizar o ATP utilizado rapidamente e, consequentemente, uma maior contribuição das vias anaeróbias para a produção de energia.

Já em exercícios de longa duração, onde a velocidade e/ou a intensidade não são tão altas, mas a demanda por energia é maior e mais constante, a contribuição da via aeróbia na ressíntese de ATP também é mais elevada.

Assim sendo, podemos concluir que “aeróbio” e “anaeróbio” não são tipos de exercícios, mas sim vias metabólicas para produção de energia – ou melhor, para ressíntese de ATP. Aí, você se pergunta: Então, quais são os tipos de exercícios existentes?? Nós responderemos amanhã no próximo texto dessa série. Não perca!

Texto escrito por Bernardo Neme Ide e Rodrigo Galhardo.

Para saber mais

1 Robergs, R. A., Ghiasvand, F. & Parker, D. Biochemistry of exercise-induced metabolic acidosis. Am J Physiol Regul Integr Comp Physiol 287, R502-516.

2 Stathis, C. G., Febbraio, M. A., Carey, M. F. & Snow, R. J. Influence of sprint training on human skeletal muscle purine nucleotide metabolism. J Appl Physiol 76, 1802-1809.

3 Ide, B. N. L., C. R; Sarraipa, M. F. Fisiologia do treinamento esportivo. Vol. 1 (2010).

4 Gastin, P. B. Energy system interaction and relative contribution during maximal exercise. Sports medicine (Auckland, N.Z 31, 725-741.

Compartilhar:

Deixe um Comentário

Últimas Notícias

 
Quarentena – Dica de livro: Transformando suor em ouro
‘Transformando suor em ouro’ é a história de Bernardinho contada por ele mesmo, desde os tempos de jogador até a consagração como técnico com o ouro olímpico. Mais do que relatar uma epopeia esportiva, o livro busca apresentar diferentes facetas do treinador ao mostrar como Bernardinho burilou o método que batizou de ‘Roda da Excelência’.
Manter ou fortalecer seu sistema imunológico? O assunto está em alta e boa parte da discussão inclui praticar exercícios e nutrição. Mas o que a ciência tem a dizer sobre isso?
A revisão publicada no Journal of Sport and Health Science (2019) é uma compilação de mais de 3 décadas de pesquisa sobre a associação: sistema imunológico-exercícios-nutrição. Pontos chave: O sistema imunológico torna-se mais frágil ou robusto de acordo com que nos expomos a estímulos que o fortalece ou o enfraquece. Fórmulas e misturas mirabolantes, pílulas
Garrafinhas de academia podem acumular mais de 6 tipos de bactérias
Presentes durante a prática de atividades físicas, as garrafas plásticas podem acumular mais de seis tipos de bactérias, de acordo com estudo. A boa notícia é que a higienização correta e outros cuidados podem reduzir os riscos. O jeito certo de lavar é bem simples: “Com sabão neutro realizando a fricção mecânica das paredes internas.
Quarentena: dica de filme!
Baseado em uma história real, o filme 100 metros – disponível na Netflix – conta a história de um homem diagnosticado com esclerose múltipla que questiona as limitações de seu corpo e, com a ajuda do sogro, treina para uma prova de Ironman! A lição principal do filme é: “render-se não é uma opção”. Emocionante!!!
Não existe alimento milagroso para combater o Coronavírus
A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) como pandemia. O vírus, causador da doença COVID-19, colocou em estado de atenção a população brasileira, que agora busca orientações sobre como se prevenir e se comportar. Neste momento, o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) recorda o alerta do Guia Alimentar para
Mexa-se, mas fique em casa!
A prática de exercícios é uma forte aliada da sua saúde e manter-se fisicamente ativo(a) nesse momento que estamos vivendo é fundamental para sua saúde física e também mental. A recomendação mundial agora é ficar em casa para que todos possam se proteger. Faça adaptações e treine no seu lar, mas faça isso com a

Parceiros