Dor muscular tardia: porque ocorre e como melhorar os sintomas dessa dor que incomoda tanto?

 

Dor muscular tardia: Porque ocorre e como melhorar os sintomas dessa dor que incomoda tanto? Principalmente quando retornamos a atividade.

A dor muscular tardia (DMT) é uma manifestação comum após o exercício físico de alta intensidade, sendo apenas um leve desconforto ou até mesmo uma dor incapacitante (NELSON, 2013). É uma dor muito comum para pessoas sedentárias que estão começando a praticar exercícios ou em atletas de alto rendimento após treinos muito intensos, corridas ou pedais muito longos ou até treinos de musculação. As microlesões musculares causadas pelo exercício podem trazer consequências como: a diminuição da amplitude de movimento e o aumento de proteínas musculares como, a creatina kinase (CK) e a mioglobina (CLARKSON et al., 1992).

A DMT surge após 24 horas, e geralmente tem seu pico entre 48 e 72 horas e a sensação dolorosa diminui em até sete dias (ABAD et al., 2010) O que nos deixa vários dias com dificuldades para sentar e levantar, dificuldade em alongar e gera um desconforto tão grande, que essas alterações fazem com que o desempenho físico seja reduzido devido à insegurança do indivíduo realizar novamente a atividade que poderá provocar uma sensação dolorosa e desconfortável (TRICOLI, 2001).

Quais os mecanismos que causam a DMT?

-Dano estrutural da fibra muscular (principalmente durante a fase excêntrica);

-Mudanças na matriz celular que geram uma resposta inflamatória e causam dor;

-Aumento dos íons de Cálcio intracelular;

-Edema local;

-Aumento de metabólitos;

-Estímulo de fibras nervosas ligadas a sensação de dor.

Entendendo como ocorre a dor muscular tardia, vemos que ela é um processo natural e necessário para sinalizar as microlesões fazendo com que o corpo regenere as fibras musculares. Por isso é muito importante nós frisarmos que para esse tipo de dor, não são aconselhados o uso de medicamentos anti-inflamatórios ou relaxantes musculares, pois eles impedem o processo natural de regeneração tecidual do músculo.

“Mas se eu não posso tomar remédio e estou com muita dor, o que eu faço?”

Uma revisão da literatura de Torres et al., 2012 mostrou diversos métodos que melhoram a dor muscular tardia e mostrou que os mais eficazes e mais utilizados são:

-Massagem;

-Crioterapia (uso de baldes de gelo);

-Alongamentos;

-Exercícios de baixa intensidade;

Sendo a massagem o recurso mais eficaz nessa revisão.

Portanto, lembre-se sempre de procurar um massagista ou fisioterapeuta antes de tomar remédios e perder os efeitos do seu treinamento. Assim você conseguirá realizar seus treinos de forma mais consistente e sem dores! Bom retorno aos treinos a todos !

Referências:

AMERO, A. et al. Effects of alfa-hydroxy-isocaproic acid on body composition, DOMS and performance in athletes. Journal of The International Society of Sports Nutrition, [s.l.], v. 7, n. 1, p.1-8, 2010.

ABAD, C. C. C. et al. Efeito da massagem clássica na percepção subjetiva de dor, edema, amplitude articular e força máxima após dor muscular tardia induzida pelo exercício. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, [s.l.], v. 16, n. 1, p.36-40, fev. 2010.

ARMSTRONG, J. B.; WAREN, G. L.; WAREN, J. Mechanisms of exercise-induced muscle fibre injury. Sports Medicine, v. 3, n. 12, p.184-207, set. 1991.

CLARKSON, P. M. Exercise-induced muscle damage: animal and human models. Medicine and Science in Sports and Exercise, v, 24, p.510-511, 1992.

CLARKSON, P. M.; SAYERS, S. P. Etiology of exercise-induced muscle damage. J. Appl. Physiol., [s.l.], vol. 24, n. 3, p.234-248, 1999.

MANCINELLI, C. A. et al. The effects of massage on delayed onset muscle soreness and physical performance in female collegiate athletes. Physical Therapy In Sport, [s.l.], v. 7, n. 1, p.5-13, fev. 2006.

NELSON, N. Delayed onset muscle soreness: Is massage effective?. Journal Of Bodywork And Movement Therapies, [s.l.], v. 17, n. 4, p.475-482, out. 2013.

TORRES, R. et al. Evidence of the physiotherapeutic interventions used currently after exercise-induced muscle damage: Systematic review and meta-analysis. Physical Therapy In Sport, [s.l.], v. 13, n. 2, p.101-114, maio 2012.

TRICOLI, V. Mecanismos envolvidos na etiologia da dor muscular tardia. Rev. Bras. Ciên. e Mov, Brasília, v. 9, n. 2, p.39-44, abr. 2001.

Compartilhar:

Deixe um Comentário

Últimas Notícias

 
Bike Fit: ainda não comprei minha bike ou só pedalo aos fins de semana, devo fazer Bike Fit?
Ainda não comprei minha bike, como o Bike Fit pode me ajudar? ⠀ Fazer um pré Bike Fit é uma das melhores formas de fazer uma boa escolha no momento da compra. O mercado oferece uma infinidade de marcas e modelos de bicicleta e além dessa variedade há uma série de pormenores que podem facilitar
Conheça nossos testes e avaliações para a corrida
Faça avaliações! Quanto mais informações o treinador tiver de você, melhor será seu desempenho no esporte e mais personalizada será a sua planilha de treinos. Assim, o profissional terá parâmetros para identificar onde você precisa melhorar e a intensidade e frequência dos treinos para você ter bons resultados e alcançar suas metas, seja no esporte
Restrição calórica X mau humor!
Restrição calórica X mau humor! Mais uma dica da nossa nutri, Bruna Castelani! Confira: A restrição calórica excessiva pode causar muito mau humor, é por esse motivo que muitas pessoas ao seu redor te estimulam a parar com essa dieta maluca! Rsrsrs… Em condições normais o cérebro utiliza quase que exclusivamente glicose (açúcar) como forma
Bike Fit: qual o objetivo e como é feito?
Para quem ama pedalar e independente do seu objetivo o Bike Fit é fundamental. Ele minimiza o risco de lesões e melhora o rendimento do ciclista. Mas qual o objetivo do Bike Fit? O principal objetivo do Bike Fit é proporcionar a melhor sinergia possível entre ciclista e bicicleta de forma que ele possa tirar
Por que quebramos em uma prova de MTB e dicas para se sair bem!
Por que quebramos em uma prova de MTB e dicas para se sair bem! Confira o bate papo entre nosso treinador, Ricardo Simões e o Rafael Oliveira do Canal de Bike! Clique AQUI e confira o vídeo!
Conheça nossos testes e avaliações para o ciclismo
Faça avaliações! Quanto mais informações o treinador tiver de você, melhor será seu desempenho no esporte e mais personalizada será a sua planilha de treinos. Assim, o profissional terá parâmetros para identificar onde você precisa melhorar e a intensidade e frequência dos treinos para você ter bons resultados e alcançar suas metas, seja no esporte

Curta a nossa Fan Page

 

Instagram

 

Parceiros

 

Contato

 

Entre em contato para saber mais sobre treinos, calendário de provas e outras informações.

Fone:    +55 (19) 3382.5451
Celular: +55 (19) 99690.7588
Email:   contato@bioecoesportes.com.br

Endereço:
Rua Ipiranga, 226
Centro | Piracicaba-SP
CEP. 13400-480